GOSTOU?ME SIGA!!!

O Google está fazendo algumas alterações no Google Friend Connect, agora os seguidores necessitam ter uma Conta do Google para fazer login no Google Friend Connect para seguir os blogs.
Se você que me seguia e não tinha cadastro no Google, por favor faça o seu cadastro e volte a participar da minha lista de seguidores e saibam que senti sim muita falta de vocês! Estou lhes esperando com o maior carinho!

Importante:

Importante:

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Spirulina é rica em proteínas e um poderoso antioxidante


spirulina - Foto: Getty Images

Velha conhecida dos nutricionistas, a spirulina havaiana é comumente chamada de alga, quando na verdade ela é uma cianobactéria - bactéria capaz de fazer fotossíntese, como as plantas. O nutrólogo Roberto Navarro, da Associação Brasileira de Nutrologia, afirma que a spirulina é indicada para quem faz dieta hipocalórica, como uma forma de complementar o consumo de nutrientes. "Além disso, ela também é consumida por pessoas que estão se recuperando de cirurgias ou então alcoólatras, que precisam de um aporte nutricional maior", diz. No geral, ela é manipulada e receitada na forma de cápsula, e o consumo fica entre 500 até 2000mg por dia. 

Conheça todos os nutrientes presentes na spirulina e os benefícios que ela traz para o organismo: 

Ajuda na saciedade

O nutrólogo Roberto Navarro, da Associação Brasileira de Nutrologia, explica que a spirulina contém uma substância chamada fenilalanina, que estimula a saciedade. "Quando consumida, ela forma uma espécie de gel no estômago, que desacelera o esvaziamento gástrico e diminui a fome", diz. Para atingir esse objetivo, o consumo deve ser feito antes das refeições.  
halteres - Foto: Getty Images

Rica em proteínas

"Ela é rica nos chamados aminoácidos essenciais, que são aqueles que nosso organismo não consegue sintetizar, e portanto temos que buscar na alimentação", afirma o nutrólogo Roberto Navarro. A spirulina é composta de 53 a 62% de proteínas, muitas delas comparáveis as proteínas encontradas no leite e na soja. Ela é inclusive indicada como suplemento alimentar para atletas, explica o especialista.  
mulher fazendo limpeza de pele - Foto: Getty Images

Poderoso antioxidante

Um artigo europeu publicado na revista científica online Real Raw Food afirma que três gramas de spirulina têm mais antioxidantes e anti-inflamatórios do que cinco porções de frutas e vegetais. De acordo com os autores, comparando os níveis de fitonutrientes (antioxidantes encontrados em vegetais, também conhecidos como isoflavonas, carotenoides, e flavonoides), a spirulina é 31 vezes mais potente do que o mirtilo, 60 vezes mais potente do que o espinafre e 700 vezes mais potente que a maçã. Os antioxidantes ajudam a combater os radicais livres e auxiliam nos processos inflamatórios, ajudando a manter a pele jovem e prevenindo doenças como o câncer. 
mulher olhando raio-x - Foto: Getty Images

Cálcio para os ossos

A spirulina tem 180% mais cálcio do que o leite nas mesmas quantidades, segundo comprovou uma pesquisa de 2011 desenvolvida pelos pesquisadores da farmacêutica Cyanotech Corporation, nos Estados Unidos, e publicado na Real Raw Food. O cálcio é um importante aliado no fortalecimento dos ossos, contribuindo na prevenção da osteoporose. "Entretanto, que as melhores fontes de cálciosão os derivados de leite, justamente porque as quantidades de spirulina que deveriam ser ingeridas para ter os mesmos efeitos estão acima do recomendado", lembra o nutricionista Israel. Avaliando a tabela nutricional, a spirulina tem 10mg de cálcio para cada 3g. 
mulher segurado um coração de papel - Foto: Getty Images

Diminui o colesterol

De acordo com o nutricionista Israel Adolfo, de São Paulo, a spirulina contém ácidos graxos essenciais da família do ômega 6. "O principal deles é o gama-linolênico, que notoriamente ajuda a reduzir e prevenir o acúmulo decolesterol", diz. Uma revisão de estudos sobre a spirulina publicada em 2011 na revista online Hindawi Publishing Corporation afirma que seu consumo pode ajudar a reduzir o colesterol ruim (LDL). A análise foi feita por pesquisadores europeus da Liverpool UniversityHospitals, na Inglaterra, em parceira com o Hippocrateio Hospital e a University of Ioannina, ambos na Grécia. 
mulher cobrindo os olhos - Foto: Getty Images

Mais betacaroteno que a cenoura

"A spirulina apresenta quantidades significativas de betacaroteno, substância que pode ser convertida em vitamina A, e assim produzir seus efeitos", explica o nutricionista Israel. A vitamina, por sua vez, ajuda na produção e manutenção dos fios de cabelo, dentes, gengiva, glândulas, membranas, mucosas, olhos e pele. "Ela também é necessária para visão noturna e para podermos diferenciar as cores, além de ser essencial para o sistema imune", completa. A pesquisa da Cyanotech Corporation afirma que a spirulina tem 3.100% a mais de betacaroteno do que cenouras na mesma quantidade. Ainda que a spirulina seja uma fonte muito rica deste nutriente, vale ressaltar que não é possível mensurar quanto de betacaroteno será transformado em vitamina A, cuja necessidade diária é de 800mcg.  
casal feliz - Foto: Getty Images

Mais ferro que o espinafre

A mesma pesquisa que fala sobre o cálcio menciona que a spirulina contém cerca de 5.100% mais ferro que o espinafre nas mesmas quantidades. O ferro atua no transporte de oxigênio no organismo e previne problemas como anemia, dor de cabeça e cansaço. Uma porção de spirulina contém cerca de 6,5mg de ferro, cuja necessidade diária varia de 11mg a 8mg para homens conforme a idade e de 15mg a 18mg para mulheres conforme a idade. 
mulher lendo - Foto: Getty Images

Cérebro funcionando com magnésio

"Estudos afirmam que a spirulina tem cerca de três a 15 vezes mais magnésio do que o arroz e as farinhas de trigo, milho e soja", explica Israel Adolfo. Dentre as funções do magnésio, estão atuar no funcionamento dos nervos e músculos, manutenção do ritmo cardíaco e resistência óssea, síntese de proteínas e regulação da pressão arterial. Cada 2g de spirulina contém 10mg de magnésio.  
mulher mostrando os bíceps - Foto: Getty Images

Zinco para fortalecer a imunidade

Essencial para o fortalecimento do sistema imunológico e com poder anti-inflamatório, o zinco é outro nutriente presente na spirulina (60mcg para cada 2g). "Seu teor de zinco é de quatro a 24 vezes maior do que as farinhas de trigo, milho e soja", afirma o nutricionista Israel. Nosso corpo precisa de 8mg diariamente. 

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Exercícios que valem por remédio


De hipertensão a osteoporose, diversos males podem ser amenizados e controlados com a escolha do exercício físico certo. De acordo com o fisiologista Raul Santo de Oliveira, da Unifesp, a prática de atividade física - aliada ao tratamento médico - tem tanto poder que pode diminuir a quantidade de medicação. "Dependendo da pessoa, é possível até chegar a situações em que os remédios não são mais necessários", conta. Confira as opções de exercício mais indicadas para combater oito doenças a seguir: 
Diabetes 

Exercício: caminhada, hidroginástica e atividades aeróbicas em geral

diabetes vem da insuficiência ou falta total de insulina, substância responsável por metabolizar o açúcar e fornecer energia ao corpo. Com isso, em vez de a glicose entrar nas células, fica acumulada no sangue. Segundo o fisiologista Raul Santo de Oliveira, o exercício físico aeróbico precisa de energia e, por isso, facilita essa entrada da glicose nas células, diminuindo os níveis no sangue.

Mas cuidado para não exagerar na intensidade! O clínico geral João Marcello Branco, especialista em medicina do esporte, explica que o nosso corpo tem três tipos de fontes de energia: glicose, 
aminoácidos (moléculas presentes nos músculos) e gordura. "Quando temos pouco condicionamento físico, o organismo busca primeiro a fonte mais fácil, ou seja, queima mais aminoácidos do que glicose e gordura", afirma. Isso é grave para quem tem diabetes, pois seu corpo já tem dificuldades em queimar açúcar, e terá ainda mais, já que a fonte primária de energia serão os aminoácidos, não a glicose. 
Doenças respiratórias - Getty Images
Doenças respiratórias 

O exercício: natação

A natação pode ser uma grande amiga de quem sofre com doenças respiratórias, comoasma e bronquite. "A umidade relativa do ar é bastante elevada nesses ambientes, o que provoca vasodilatação e facilita o processo respiratório", diz o fisiologista Raul Santo. Além disso, lembra o clínico geral João Branco, a natação trabalha a parte cardiovascular e a musculatura pulmonar, aumentando a capacidade respiratória.

Cuidado, porém, com a temperatura da piscina, pois isso pode piorar as crises respiratórias. A piscina precisa estar com temperatura agradável - não muito quente ou muito fria, para que não haja choque térmico - e sem cloro e outros produtos químicos. 
Hipertensão - Getty Images
Hipertensão 

O exercício: aeróbicos, como caminhada e atletismo

Qualquer exercício - até uma simples caminhada- que tenha intensidade leve a moderada pode ajudar a combater hipertensão. A atividade física criará novos vasos sanguíneos, em um processo chamado de neo-formação de vasos. "Com a neo-formação, diminui-se a resistência periférica, ou seja, o sangue consegue percorrer todo o corpo com mais facilidade", conta Raul Santo. "Isso diminui a sobrecarga cardíaca e o coração trabalha com mais eficiência", completa. É como se abrissem novas avenidas e ruas em uma grande cidade, diminuindo o congestionamento.  
Distúrbios de ansiedade - Getty Images
Distúrbios de ansiedade (depressão) 

O exercício: Ioga

Um dos principais fatores dos distúrbios de ansiedade é o estresse. Ele libera uma série de hormônios, como adrenalina, cortisol, noradrenalina e prolactina. Raul Santo conta que esses hormônios, chamados de catabólicos, causam um desajuste no corpo, capaz de afetar até o ritmo cardíaco.

A atividade física em carga leve a moderada melhora o condicionamento do cérebro, equilibrando a secreção hormonal e a produção de neurotransmissores, que são sinalizadores do cérebro. Para o clínico geral João Branco, atividades como ioga e Tai Chi Chuan são boas opções porque controlam a ansiedade por meio da respiração. Isso reduz o estresse e auxilia no equilíbrio do organismo.

No caso da depressão, o fisiologista Raul conta que as doses da medicação podem diminuir com o tempo até serem extinguidas, tamanho o benefício da atividade física. 
Insônia - Getty Images
Insônia 

O exercício: Tai Chi Chuan

O sono é regulado por uma série de hormônios e neurotransmissores, como a serotonina. Se, durante o dia, os hormônios responsáveis por deixar você em estado de alerta dominam (como a adrenalina), à noite precisa ocorrer o inverso. Antes de dormir, conta Raul Santo, você deve alcançar o estado chamado "sub-ativo", onde o metabolismo está estabilizado - ou seja, as frequências cardíaca e respiratória estão estáveis, assim como a secreção hormonal. "Como a atividade física equilibra a secreção de hormônios e a produção de neurotransmissores, o seu corpo saberá a hora de ficar em alerta e a hora de descansar", conta Santo. O Tai Chi é uma atividade relaxante e ideal para ser praticada depois que o sol se põe, já que trará a calma necessária para o sono. 
Fibromialgia - Getty Images
Fibromialgia 

O exercício: alongamento e hidroterapia

Os remédios para combater a dor e a ansiedade intensas da fibromialgia podem ficar ainda mais potentes com a prática de exercícios físicos. Mas, como o corpo já está muito dolorido, nada de exagerar no exercício para não piorar o sintoma. "Uma atividade que relaxe, como alongamento e hidroterapia, trará melhoras ao paciente. Isso regulará a serotonina, ajudando a pessoa a ter menos ansiedade", diz João Marcello Branco. 
Osteoporose - Getty Images
Osteoporose 

O exercício: caminhada e outros exercícios que causem impacto

Já diria o ditado: "é melhor prevenir do que remediar". No caso da osteoporose, essa frase ganha intensidade. Segundo Raul Santo, mesmo para quem já sofre com a doença é possível fazer exercícios para evitar uma perda ainda maior de massa óssea.

Quase todas as atividades físicas causam impacto - desde natação até pegar ônibus em pé -, mas o especialista em medicina do esporte João Branco destaca a caminhada, que não tem grandes riscos de sobrecarga nos ossos. "O impacto do pé no chão estimula o osteoblasto, célula responsável pela criação de tecido ósseo. Conforme a pessoa tem perda hormonal e sedentarismo, essa célula fica adormecida. O pequeno impacto deve ser contínuo e regular, para fazer com que a célula volte à sua função normal", explica.  
Tabagismo - Getty Images
Tabagismo 

O exercício: treino de resistência

A nicotina do cigarro causa dependência química ao cumprir a função de neurotransmissor. Com o tempo de fumo, o cérebro acaba deixando de produzir alguns neurotransmissores, que são supridos pela nicotina. Ao tirar o cigarro, o cérebro sentirá falta. "A atividade física ajuda a colocar o cérebro e corpo em equilíbrio omeostático, ou seja, faz com que a pessoa volte a produzir neurotransmissores que não produzia antes", conta João Branco. Para o fisiologista Raul Santo, a atividade física também pode ser um incentivo para deixar defumar, já que melhora a respiração, traz sensação de bem estar e fornece mais energia para as atividades cotidianas.

Além disso, existe a pressão social. O indivíduo que passa a praticar qualquer atividade física passa a conviver com pessoas que, em geral, não fumam e nem gostam de cigarro. "Com o tempo, isso pode resultar no abandono do tabagismo por insistência dos novos colegas", sugere Raul Santo.

Embora todas as atividades físicas colaborem com a melhoria, estudo realizado pelo Miriam Hospital's Centers for Behavioral and Preventive Medicine, nos Estados Unidos, indica o treino de resistência com o melhor. De acordo com os resultados, homens e mulheres fumantes que completaram 12 semanas de treinamento de resistência - como parte de um programa de tratamento contra o tabagismo - têm duas vezes mais chances de parar de fumar, em comparação a aqueles que não levantam pesos regularmente. 

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

10 passos para controlar a pressão alta

A hipertensão arterial ou, simplesmente, pressão alta é gatilho certo para uma série de males -- e não só aqueles que envolvem o sistema circulatório. "Normalmente, um paciente com pressão igual ou superior a 140/90mmHg é diagnosticado como hipertenso. São pessoas mais sujeitas a sofrer com falhas no coração, nos rins e até no cérebro" explica o cardiologista Enéas Rocco. 

A doença é crônica (não tem cura, mas pode ser controlada) e, por isso, é importante fazer exames regulares para detectar como andam seus batimentos cardíacos. Mas atenção: ter pressão alta não é sinônimo de ser hipertenso.

"Para ser considerado hipertenso, o paciente tem de permanecer com a pressão mais alta do que o normal" , diz o médico. Isso porque, momentaneamente, qualquer pessoa está sujeita a uma variação na freqüência cardíaca. Um esforço físico mais intenso ou momentos de estresse, por exemplo, alteram esses números. 

Algumas atitudes, no entanto, ajudam não só a prevenir o problema como controlam níveis já elevados de pressão. Confira a seguir uma lista delas e imprima uma marca saudável ao seu dia a dia. 
As calorias de sobra que foram consumidas durante anos não dão trégua: a gordura localizada no 1. Manutenção do peso ideal- o sobrepeso aumenta dificulta o esforço do coração para conseguir bombear o sangue. Na prática, o músculo é exigido demais. "Como o bíceps de quem levanta peso, o coração de uma pessoa obesa acaba hipertrofiado" , explica o cardiologista. Com um risco: as lesões causadas pelo esforço excessivo podem se tornar irrecuperáveis.

2. Prática de atividade física atividades físicas regulares, principalmente as aeróbias, contribuem para a melhora de todo o sistema circulatório e pulmonar. Só tome cuidado com os exageros: antes de começar qualquer treino, procure um especialista e faça uma avaliação geral. 

3. Redução de sal - o excesso de sal na dieta leva à retenção de líquidos, acarretando a hipertensão. Por isso, maneire na hora de temperar a comida e diminua o consumo de enlatados e alimentos em conserva. 
cigarro
4. Evitar bebidas alcoólicas: O álcool em grande quantidade é inimigo feroz da pressão sob controle. Corte as bebidas da sua dieta ou consuma com muita moderação.

5. Dieta saudável: Gorduras saudáveis e pouco sal são medidas indispensáveis na dieta de quem quer manter o coração saudável. Inclua ainda muitas frutas, verduras e legumes. Cortar a carne não é preciso, mas dê preferência aos cortes magros, ou seja, com menos gordura.

6. Medicamentos: se o médico recomendou, não deixe de tomar. Mas nada de sair por aí imitando a receita alheia. Vale lembrar que alguns medicamentos podem elevar a pressão, como os antiiflamatórios e anticoncepcionais, ressalta o cardiologista.

7. Cigarro: o tabaco, em conjunto às outras substâncias tóxicas do cigarro, eleva a pressão imediatamente além de comprometer toda sua saúde. Parar de fumar imediatamente é fundamental , alerta o professor de Cardiologia da Santa Casa de São Paulo, Ronaldo Rosa. 

8. Estresse: 
ele aparece como resposta do organismo às sobrecargas físicas e emocionais, acarretando a hipertensão e doenças do coração. Controle suas emoções e procure incluir atividades relaxantes na sua rotina.

9. Exames médicos: avaliações regulares não só ajudam a identificar o problema no começo, facilitando o tratamento, como servem para adequar o uso de medicamentos de forma mais eficaz.

10. Medir a pressão: no mínimo uma vez por ano, todas as pessoas devem fazer isso. A recomendação é da Sociedade Brasileira de Hipertensão, que alerta para esse simples exame como uma forma de prevenir problemas mais sérios
.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Vinagre traz benefícios à saúde e ajuda a emagrecer


Ele é rico em vitaminas e minerais que ajudam a manter a saúde do organismo

ESCRITO POR:

Wilson Rondó
Medicina Ortomolecular e Nutrologia
foto especialista
ESPECIALISTA MINHA VIDA
Todo o começo de ano penso em como ter uma alimentação mais saudável e conseguir melhorar também a dieta de meus pacientes. Para conseguir alcançar essa meta, é preciso ingerir nutrientes que façam bem ao nosso corpo sem trazer efeitos colaterais. Nesses tempos é comum que, na busca por uma vida mais saudável e sem doenças, procuremos remédios caros e nem sempre eficientes criados em laboratório.

Como sempre digo aos meus pacientes, produtos criados em laboratório quase nunca são a melhor opção, por isso, vale procurar elementos naturais para fortalecer o nosso organismo, desde que tenham sido testadas com sucesso, claro. É o caso do vinagre, que mostrou ser muito mais que um simples tempero para saladas. 
O vinagre possui mais de trinta elementos nutritivos importantes, uma dúzia de minerais, de vitaminas, de ácidos essenciais e várias enzimas como a pectina, boa para o coração
Ele possui mais de trinta elementos nutritivos importantes, uma dúzia de minerais, de vitaminas, de ácidos essenciais e várias enzimas como a pectina, boa para o coração. Igualmente encontra-se ferro, vitamina B12, ácido fólico (bom no combate à anemia) e cálcio.

Entre esses vários benefícios que o vinagre traz ao nosso organismo, dois estudos merecem destaque por apresentarem resultados significativos relacionando o consumo de vinagre para diabéticos do tipo 2 e para quem precisa emagrecer
Um grupo de diabéticos tipo 2, de pessoas com propensão à doença, e outro de pessoas saudáveis foram testados. Cada grupo consumiu vinagre derivado da maçã, pronto para beber, ou uma substância com efeito placebo antes de um café da manhã rico em carboidratos. Verificou-se que ingerir uma colher de chá desse vinagre com alta concentração de ácido acético reduz taxas de insulina e glicose, que se elevam sempre após a alimentação, e que podem trazer efeitos negativos aos diabéticos. 

Em outro estudo foi descoberto que o vinagre pode ser uma boa arma contra a epidemia de obesidade que ronda por aí. Nessa pesquisa um grupo de pessoas tomou o mesmo tipo de vinagre antes das duas principais refeições do dia e outro grupo recebeu apenas placebo. Os resultados foram surpreendentes: em um mês, o grupo do vinagre apresentou perda de quatro a sete quilos, enquanto o peso das pessoas tratadas com placebo não se alterou de forma significativa.

Vamos procurar ter um ano mais saudável, ingerindo menos produtos industrializados e ficar cada vez mais próximos da natureza. E nesse esforço não podemos esquecer que até mesmo os temperos, como o vinagre, influenciam na nossa alimentação
Luiz Guanabarino Prado · Belo Horizonte
uso uma colher de vinagre de maça, uma de mel e quatorze de agua, faco um coquetel desde outubro/1990, desapareceu as dores que tinha nos pes e dedos, a artrite, deixei de tomar o cortizona, mantenho meu peso, e sinto muito bem
Margaret Carreira
ola sr luiz , sou margaret vi a receita do coquetel q o senhor escreveu ,eu queria saber quantas vezes se toma , e quanto tempo se percebe o efeito. um abraco , e muito obrigado
Luiz Guanabarino Prado · Belo Horizonte
realmente somente tomo uma vez ao dia, em pouco tempo desapareceram as dores. uma amiga comecou tomando duas vezes ao dia, e logo sentiu melhoras, meu irmao comecou a tomar o coquetel pois tinha muitas dores nas pernas, estive com ele no inicio de junho e me disse que as dores haviam desaparecido, e iniciou em novembro/2011,

Douglas Junior · Rio de Janeiro
Estou usando o vinagre aproximadamente à 04 meses e já consegui emagrecer 9 kg. Vale elmbrar que é imprecendivevel mudar o hábito alimentar, ou seja, é necessário fazer uma reeducação aliomentar. Ingerir alimentoa mais saudáveis ajuda e muito. É preciso evitar gorduras diversas e açúcares (carboidratos).
Vale também lembrar que o açúcar se converte em gordura em nosso organismo e essa gordura é a mais difícil de ser queimada. Lembro também que, o ideal é consumir duas colheres de vinagre de maça em 300 ml de água (um copo de requeijão) antes do almoço e do jantar ou antes de qualquer refeição mais calórica.
A diluição em água evita problemas estomacais e problemas dentários, neste caso, vale enxaguar a boca logo após o consumo.

Paulo Roberto Roberto
Faz 08 meses qe estou usando o vinagre de naçã, estou me sentindo mais leve, perdi quase 08 kg, e não estou sentindo nenhum efeito colateral. Estou me sentindo muito bem.
.

sábado, 9 de fevereiro de 2013

O que fazer para não desistir da dieta?


1) Nada de se desesperar: esqueça as dietas muito restritivas ou que prometem um grande emagrecimento em um período pequeno de tempo. Em longo prazo, o resultado é desastroso.

2) Comece fazendo um diário com os alimentos que você ingere todos os dias. Você perceberá os erros e se corrigirá sozinho. Essa mesma pesquisa do Ministério da Saúde divulgou que a presença de feijão e hortaliças na mesa das famílias brasileiras diminuiu, ao passo que o consumo de gordura aumentou.
3) Estabeleça uma rotina alimentar.4) Estipule cinco refeições por dia, com horários para que elas aconteçam. E cumpra. 

5) Analise os rótulos dos alimentos. Muitas vezes, os alimentos light contêm uma pequena diferença na quantidade calórica, que nem compensa a troca.

6) Prefira os alimentos integrais. Eles contêm mais nutrientes e fibras, que fazem um bem danado para o seu organismo.

7) Opte por leites e derivados desnatados. A menor quantidade de gordura significa menos colesterol e calorias na sua alimentação.

8) Cuidado com os embutidos (mortadela, salame, presunto). Eles carregam uma quantidade considerável de gordura, colesterol e sódio.

9) Escolha embutidos com menor quantidade de gordura como, por exemplo, o peito de peru.

10) Não fique mais do que 4 horas sem se alimentar.

11) Faça lanchinhos entre as refeições, hábito essencial para uma alimentação saudável.

12) Para esses lanches, opte por alimentos fáceis de serem obtidos e carregados na bolsa, como iogurte, barrinha de cereais, frutas e bolacha salgada.

13) Coma pelo menos 2 frutas por dia.

14) Consuma as frutas (maçã, pêra, uva) com casca.  
Frutas
15) Saladas e legumes devem fazer parte da sua alimentação diária.

16) Evite preparações altamente calóricas como gratinadas, fritas, à parmegiana, à milanesa e quatro queijos.

17) Tempere as saladas com suco de limão e vinagre.

18) O azeite tem gorduras boas para o coração. Mas isso não quer dizer que ele não seja calórico. Se a intenção é emagrecer, use com muita moderação.

19) Doces devem ser evitados, principalmente bolos recheados, tortas, bomba de chocolate.

20) Prefira os sanduíches naturais aos oferecidos pelos fast-foods.

21) Atum e sardinha em conserva são ótimos para uma salada ou um sanduíche. Mas lembre-se: utilize a versão light, conservada em água, não em óleo.

22) Prefira as carnes menos calóricas, como peixe, frango e cortes magros de carne bovina.

23) Retire a pele do frango.

24) Cuidado com os molhos à base de maionese para temperar saladas.  

25) Prefiras os picolés ao sorvete de massa.

26) Sucos naturais são uma ótima pedida para se refrescar.

27) Você pode contar com a água de coco para se hidratar, mas atente à quantidade. Por ser calórica, a bebida não pode ser consumida livremente. Um copo pequeno (200 mL) apresenta 40 calorias. Consuma somente um coco por dia e beba muita água mineral.

28) Evite bebidas gaseificadas, mesmo as que não contêm calorias, como água e refrigerantes light.

29) Durante a refeição, beba somente um copo pequeno (200 mL) de líquidos. Assim a digestão não ficará prejudicada.

30) Um grama de álcool tem 9 calorias. Já um grama de carboidratos ou proteínas contém apenas 4 calorias: ou seja, aquele copinho de cerveja engorda bem mais do que um pedaço de pão. Portanto, evite as bebidas alcoólicas se o objetivo é emagrecer.

31) Se for a um barzinho, evite os petiscos fritos, amendoins e castanhas de caju.

32) Não vá ao supermercado com fome. Isso somente fará com que não resista quando passar pela gôndola de doces e salgadinhos.

33) Beba muita água, pelo menos, 2 litros por dia.

34) Cuidado com o café. Beba, no máximo, 4 xícaras por dia.  
35) Inicie a refeição com um prato grande de saladas (folhas e legumes cozidos). 

36) Se exagerar em algum dia, não desista. Recomece novamente no dia seguinte. 

37) Dê preferência a alimentos ricos em água e de baixo valor calórico, como frutas, legumes e verduras. Você poderá consumir um volume maior desses alimentos, comparando com aqueles ricos em calorias. 

38) Evite fazer a última refeição do dia perto da hora de se deitar. Para não prejudicar a digestão dos alimentos e o sono, faça o jantar, pelo menos, uma hora e meia antes de ir para a cama.

39) Boa notícia para quem é fã de lanchonetes: as grandes redes de sanduíches já possuem opções saudáveis. Entre elas, destacam-se salada, água de coco e frutas.

40) Não encare a dieta como punição. Afinal, a reestruturação alimentar garante um corpo mais bonito e saudável. A dieta nada mais é que um presente que você dá a si mesmo. Mantenha as atitudes positivas ao longo do emagrecimento

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Oito formas de incluir o leite na dieta


Bebida é ideal após a atividade física ou mesmo antes de dormir


Prefira sempre o desnatado
O leite integral possui muita gordura e pode aumentar os níveis de colesterol, podendo ser consumido apenas até os dez anos de idade, de acordo com a nutricionista Raquel Maranhão, da Clínica BeSlim, no Rio de Janeiro. "Na verdade, por causa do aumento dos casos de obesidade infantil, esse tipo de leite tem sido cada vez menos indicado até mesmo para as crianças", explica. O melhor é investir versão desnatada, que é mais saudável e rica nos mesmos nutrientes. 
mulher bebendo leite depois da atividade física - Foto: Getty Images
Após os exercícios
Beber leite com chocolate depois dos exercícios ajuda a construir músculos, reduzir a gordura e melhorar o desempenho, de acordo com uma pesquisa realizada na Universidade do Texas, nos Estados Unidos. Os especialistas explicam que o leite de baixa gordura misturado ao chocolate tem a combinação certa de carboidratos e proteínas. "Ele é eficaz para repor o estoque de açúcares do músculo e interromper o processo de degradação muscular, auxiliando na plena recuperação do atleta", explica a nutricionista Ariane Longo, da Gastro Obeso Center, em São Paulo.

Além disso, um estudo realizado pela Universidade do Canadá constatou que mulheres que bebem dois copos grandes de leite após a sua rotina de musculação podem ganhar mais massa muscular e perder mais gordura do que as mulheres que bebem energéticos. 
menina bebendo leite de pijamas - Foto: Getty Images
Antes de dormir
Outra ótima maneira de consumir o leite é antes de dormir. "O alimento é fonte de triptofano, um aminoácido precursor da serotonina, que é o hormônio responsável por baixar os níveis de estresse do corpo, preparando-o para o sono", diz Raquel Maranhão. Além disso, a temperatura morna do leite ajuda o corpo a relaxar. A nutricionista recomenda adoçar o leite com mel, carboidrato simples que facilita a absorção de triptofano. Um copo de leite desnatado adoçado com uma colher de sopa de mel tem em média 150 calorias.  
leite com biscoitos - Foto: Getty Images
Leite somente nas pequenas refeições
Apesar de ser muito saboroso e rico em nutrientes, o leite deve ser consumido de preferência em refeições mais leves, como café da manhã ou lanche da tarde. "Essa bebida pode prejudicar absorção de alguns nutrientes presentes em grandes refeições, como o ferro dos vegetais folhosos", explica a nutricionista Ariane. Ela conta que o contrário também pode acontecer: cálcio e outros nutrientes do leite podem não ser bem aproveitados pelo organismo por conta de outros alimentos do almoço e do jantar.  
vitamina de morango - Foto: Getty Images
Faça uma vitamina
Nada mais gostoso do que tomar uma deliciosa vitamina, não é? Segundo Ariane Longo, leite com frutas no café da manhã é uma ótima pedida, pois dá energia e fornece uma série de nutrientes. "Vale incluir tanto frutas como cenoura, beterraba e outros legumes", afirma a nutricionista. Converse com um nutricionista para saber melhor a quantidade de cada ingrediente de acordo com o seu consumo diário de calorias. 
leite com canela - Foto: Getty Images
Leite com canela
"A canela tem ação antimicrobiana, ajuda no controle da glicemia, diminui os níveis de triglicérides e colesterol, facilita a digestão e melhora a circulação sanguínea", diz a nutricionista Ariane. Os nutrientes da canela não são perdidos quando misturados ao leite e deixam a bebida com um sabor especial. "No entanto, o leite não pode estar muito quente, pois a canela em altas temperaturas perde grande quantidade de suas propriedades", adverte a profissional.  
mulher bebendo leite - Foto: Getty Images
Aliviando cólicas
Uma pesquisa feita pela Universidade de Ciências e Tecnologia da Jordânia revela que o consumo de leite pode amenizar os sintomas da cólica menstrual. A pesquisa avaliou a reação de 127 estudantes universitárias e mostrou que as mulheres que consumiram de três a quatro porções por dia de leite e derivados apresentaram uma redução acentuada nas dores, comparadas às mulheres que não consumiam nenhuma porção. "Uma justificativa para essa ação é a presença do cálcio no leite, que pode desempenhar um papel importante no controle da atividade neuromuscular", explica a nutricionista Raquel.  
sopa de palmito - Foto: Getty Images
Acrescente leite na sopa 
Que tal deixar a sua sopa mais cremosa? "Além de deixar o caldo mais encorpado, o leite agrega mais nutrientes ao prato, tornando a refeição ainda mais saudável", explica Ariane Longo. Evite, porém, misturar a bebida com vegetais, pois ela prejudica a absorção do ferro presente nesses alimentos. "Nada de incluir o leite em sopas de espinafre ou de escarola, por exemplo", alerta a nutricionista. 

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

CURA de CÂNCER


 Achei este relato no FACEBOOK  e resolvi dividir com vces

CURA atraves das FRUTAS 

É 10.000 vezes mais forte do que a quimioterapia e não querem que nós saibamos, pois caso contrário, as grandes cadeias iria parar VENDER MEDICAMENTOS !!!
O MAIS PODEROSO ANTI-CÂNCER DO PLANETA
COMPARTILHEM...!

A graviola ou graviola árvore é um produto milagroso para matar as células cancerosas. É mais potente do que 10,000 quimioterapia. Por que não está ciente disso? Porque há organizações interessadas em encontrar uma versão sintética, que lhes permite obter lucros fabulosos. Assim, a partir de agora você pode ajudar um amigo em necessidade, deixando-o saber que você deve beber suco de graviola para prevenir a doença. O seu sabor é agradável. E, claro, não produz os efeitos terríveis da quimioterapia. E se você tiver a chance de fazer, plantar uma árvore em seu quintal de graviola. Todas as partes são úteis.
A próxima vez que você quiser beber um suco, graviola ordem. Quantas pessoas morrem enquanto este tem sido um segredo bem guardado para não riscos lucros multimilionários de grandes empresas? Como você bem sabe a gravioleira é baixo. Não muito espaço, é conhecido pelo nome de Graviola no Brasil, Guanabana em espanhol, e "Graviola" em Inglês.
O fruto é muito grande e sua polpa branca, doce, comida diretamente ou é normalmente usado para fazer bebidas, sorvete, doces etc O interesse desta planta é devido a seus fortes efeitos anti-câncer. E embora ele atribuída muito mais propriedades, o mais interessante é o efeito que produz sobre os tumores .. Esta planta é um remédio para câncer comprovado para câncer de todos os tipos. Alguns dizem que é muito útil em todas as variantes de cancro.
Considera-se também como um espectro de agente anti-microbiano largo contra infecções bacterianas e fúngicas, é eficaz contra parasitas internos e vermes, que regula a pressão sanguínea é combater o stress elevado e antidepressivos, e distúrbios do sistema nervoso.

A fonte desta informação é fascinante: ela vem de um dos maiores fabricantes de medicamentos do mundo, que diz que depois de mais de 20 testes de laboratório realizados desde 1970 extratos revelaram que: destrói as células malignas em 12 tipos cancros, incluindo o cólon, mama, próstata, pulmão e pâncreas ...

Os compostos desta árvore 10.000 vezes mostrou melhor ato diminuindo o crescimento de células de cancro como o produto da adriamicina, um fármaco quimioterapêutico, tipicamente usadaen o mundo.

E o que é ainda mais surpreendente: este tipo de terapia, com o extrato de graviola ou graviola, só destrói células de câncer maligno e não afeta as células saudáveis.
Instituto de Ciências da Saúde, L.L.C. 819 N. Charles Street Baltimore, MD 1201
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS POPULARES